segunda-feira, novembro 22, 2004

No TAGV

Á medida que os nossos encontros para tomar um cházito e ter conversas interessantes se foram tornando mais frequentes, crescia a minha atracção por ele. É comprometido, e demasiado correcto, pelo eu tentei conter o jogo, mas não o pude evitar… Surpreendentemente tomou ele a iniciativa de me seguir até à casa de banho, onde acabámos enrolados, sôfregos por satisfazer os desejos dos nossos corpos…

E esse olhar penetrante desconcentra... não é todos os dias que se encontra alguém que quando está a falar connosco nos olha nos olhos…