sexta-feira, março 05, 2004

A minha cabeça lateja num pulsar ritmado e gritante, à minha volta vejo somente branco cálido, como se acabasse de cair num copo de leite húmido, gelado e gigantesco.
Tirei a luva para escrever estas notas, a fibra esponjosa roçava na caneta tornando patético o meu desespero tentando mantê-la firme. Mas começo a arrepender-me de tal, porra, sou mesmo inconsequente, ainda me estala o verniz das unhas com a incidência das malditas temperaturas baixas nas minhas mãozinhas de fada, e onde raio é que eu vou arranjar uma manicura nesta serra?
Bem…o Nelson continua a dar saltos para o infinito, é um louco, desta vez resolveu armar-se em radical, mandou os esquis p’ró caneco, arranjou uma prancha grafitada p’lo Karl Lagerfeld para Chanel. Pronto…lá anda ele todo pueril…gosta mais disto que de cocktails...enfim!

- Bo? Onde é que vai querida? Venha cá, quero apresentar-lhe o RP da estância.
Era só o que me faltava, vem-me este agora criar relações com o proletariado importantiiiiiiiiiiiiiissimo do sítio, (oh!!!) tão social o meu “tio”.
- Estás doido…vou é embora aquecer o corpo! - disse eu enfadada
- Não vais não!
Atirou-se sobre mim num impulso atormentado de loucura, jogou-me no chão, e obrigou-me a chafurdar plo amontoado de terra, neve e erva….por instantes senti humidade no pescoço e na nuca, por instantes senti a infantilidade que nele adoro!