domingo, outubro 26, 2003

Frio


Acordo com frio no sofá do salão. O livro continua entreaberto por cima de mim e a aparelhagem a continua a passar ciclicamente o movimento dos Madredeus. Desligo-o e deixo o livro no sofá.
Está frio. ..
Não me apetece dormir sozinha naquele quarto grande e austero e subo as escadas mecanicamente até ao quarto da Bo. Hoje estamos sozinhas... Ela dorme como uma boneca com o cabelo loiro espalhado a emoldurar a cara, iluminada pela luz doirada do candeeiro e pelos lençóis de cetim bordeaux. Aproximo-me enquanto me dispo e deito-me a seu lado. Sinto o calor e o perfume do seu corpo. Aproximo-me de forma a que as nossas pernas toquem... É suave e quentinha... confortável. Adormeço assim, serena e segura.