terça-feira, julho 08, 2003

Nostalgia, ou quase....

”E ainda dizem que as gajas não sabem trocar pneus!!” pensei enquanto ele tentava perceber como funcionava o macaco, receoso pela sua camisa nova de Yves Saint Laurant. Deus! … Só lhe faltava telefonar ao pai! É que eu nem sei como é que ele se apercebeu que o pneu estava vazio… Virei-lhe costas e fui-me sentar no capot do carro. Tirei as sandálias e subi. Deitei-me sobre o vidro gélido e recordei o tempo em que saía com o pessoal do rústico. Lembrei-me do dia em que saí com o J.A., e que ele ao ver o pneu furado me disse a sorrir «Não te preocupes que eu já troquei o pneu a um camião.» e trocou o pneu em menos de vinte minutos. E lembrei-me que depois disse muito espantada «Eu já tenho a solução!» e de tirar uma garrafa de água da minha mala onde cabia tudo. «Água para lavares as mãos!! E dele se rir com gosto em vez de fazer ares afectados como se eu fosse tola. E depois lembrei-me da música de carrinhos de choque que ele punha.
- Está parva?? Saia imediatamente daí.
Calcei-me e saí de cima do carro. Ele estava lá atrás a tentar tirar as porcas e a difamar o pobre pneu.
- Esta merda é perra!- Escusa de falar com esses modos. Experimente rodar para o outro lado.