terça-feira, junho 24, 2003

Apresentação da Lu

“Que é que eu estou a fazer neste carro?! De quem é este carro?". Abri imediatamente a porta, precipitei o corpo para a frente, coloquei os pés no chão e acabei por me magoar numa espécie de garrafa plástica mutilada “que nojo! Estou numa lixeira…que parece uma praia!”
Voltei ao carro para procurar uns sapatos, mas como apenas encontrei umas sandálias desconfortáveis acabei por as atirar sobre o amontoado de roupas, lixo do McDonald e copos de gelado para de seguida colocar uns óculos escuros no rosto e sair em direcção ao mar, a Lu tinha que estar por perto…

Desci a duna aos gritos “Minha cabra…Oh cabra, onde é que tu estás?”. Não foi preciso procurar muito! Lá estava ela à beira mar, completamente desengonçada, com um trench coat no ombro e uma pochette na mão direita! Parecia uma porra de uma anedota, desfilava ainda com botas de cano alto nos pés... e vestido de noite completamente amarrotado... e ...bem... já tinha ido ao banho de mar!
“Bo!” chamou ela entusiasmada.
“Podias tirar essas botas!» disse-lhe...
“Bo! Que raio é que estamos a fazer em França?” perguntou embevecida
“Nós estamos em França?"
“Ya! Eu falei agora com uma miúda e ela só dizia madame, madame bom jour”
“Nós não estamos em França!" disse-lhe eu calmamente “Nós estamos no paraíso e temos o carro do PP, por isso vamos aproveitar…”
Ela sorriu, puxou-me o braço e voltou a dizer “Este mar de França é muito agradável, eu já fui ao banho e…”